quinta-feira, 26 de julho de 2012

LFV

Em um livro de português do meu colégio (acho que 5ª série) vinha com algumas crônicas do Luis Fernando Veríssimo e era sempre no final do capitulo o engraçado que não lembro da professora recomendo a gente ler, mas eu lia. E o meu favorito era um simples, entre mãe de um vestibulando e o garoto. Que acho que era mais ou menos assim:


- E ai filho, você fez boa prova hoje?

- Não mãe você sabe como eu sou fraco em Português.

- Mas a prova foi de Física?!

- Física! Então eu fui bem!

Isso é muito bom!

Eu tenho alguns livros (na verdade gostaria de fechar a coleção) dele, além disto, eu gostaria que ele autografasse somente um livro, o clássico: Comedia da Vida Privada.

Teve uma vez que eu até sonhei com ele, a gente estava em casa e ele chegou para mim e disse:

- Cristiano, vê se você gosta deste conto aqui.

...Eu não lembro da minha resposta.

:)

11 comentários:

Neanderthal disse...

Tambem gosto de Luiz Fernando Veríssimo. Mais do que o pai dele Érico Veríssimo, de quem minha mãe é super fan e eu li todos os livros dos dois na adolescência.
Aliás, minha mãe me deu esse nome, Olívia, por causa do livro "Olhai os Lírios do Campo".
O pior é que eu li o livro e fiquei e não me identifiquei em nada! Nada!!! Aliás, prefiro a forma de construir o texto do filho, o LFV.
Beijos

Inaie disse...

nao se lembra da resposta pq caiu duro e morreu no sonho, né?

Desculpa nao responder as suas perguntas, planejo, planejo e o dia vai embora sem dar tempo prá nada. O ingles deles é uma merda. percebeu pelo taxista, né?

e fui a um jogo de futebol aqui. O melhor jogador vietnamita se chama Cristiano, e é de Porto Alegre. eu o conheci e fomos assistir a um jogo. sou pé frio, eles perderam.

Neanderthal disse...

Oi Cristiano, vim aqui te responder e estou vendo que meu comentário anterior está super confuso né! Espero que tenha dado para entender!

Então, embora eu já tenha vomitado e tudo mais, eu fiquei toda dolorida e agora tenho que ficar tomando sopinhas e comidinhas leves porque deu crise de gastrite e o meu fígado ficou sobrecarregado.
Para piorar, eu estou gripada. Dureza né!

Natália disse...

As crônicas dele são uma delícia, mesmo! Mês passado comprei "Em algum lugar do paraíso" e li em um final de semana, rs.

Keila disse...

Ainda hoje pego em alguns livros de português da escola onde trabalho e fico lendo as crônicas de LFV. Trabalhei com a turma a crônica "Os seres do abismo". Muito bom.

Cristina disse...

Ele é muito bom mesmo! Deveria ser leitura obrigatória.
Agora fiquei curiosa: na minha época de vestibular existia os livros de leitura obrigatória. Isso ainda existe?
No último vestibular que prestei, da minha segunda faculdade, fiz apenas uma redação. Nada mais.

=)

Lara Mello disse...

Haaaaa Cris! Não me sacaneia, né? Eu jurava que tu era português, depois acabei achando que tu era paulista, e és mineiro?! Olha, quero ver tua cara !!! E tu sabe que não vi a foto, por falta de tempo, né? SEU LINDO! *.*

Bah disse...

TÔ curiosa com a resposta e acho que vou ficar rsss...

KIsu!

Maeve disse...

1: quem não ama o Veríssimo?
2: Gosto muuuuuito de "sexo na Cabeça"
3: e acho que tivemos o mesmo livro no ginásio!

Gisa disse...

huahuahua... achei engraçado a mini cronica e o fato de voce sonhar com o lfv!

Eu sou apaixonada por lfv, cada vez que vou ao Brasil compro um livro dele. Aqui na Italia tambem tem alguns pra vender (Clube dos anjos e um outro que nao lembro) mas nao è a mesma coisa, a traduçao italiana è muito "formal" e tira toda a graça da graçao do lfv (que è escrever de forma descontraida). Amo!

Depois de ler comedias da vida privada uma 10 vezes, peguei o vicio de, toda vez que alguem diz: "Vou embora" ou "vou dar uma saidinha", eu acabo falando em voz alta:
Ninguem sai, ninguem sai, ninguem sai... rsrsrsrs

Michele Pupo disse...

Acho o Veríssimo (filho) um barato! Super divertido. Mas a minha queda é pelo Veríssimo pai, o Érico.


Um abraço