segunda-feira, 2 de julho de 2012

Ah o amor...

Alguns anos atrás meu pai tinha um fusca bege, mas muito confortável proporcionado pelos bancos de passat que ele fazia questão de falar para todo mundo que entrasse no carro.

A Julia era minha namorada e meu pai ofereceu para dar uma carona para gente, não sei se eu pai esqueceu de colocar gasolina ou se o painel estava com problemas.

Só sei que eu, Julia e meu pai tivemos que empurrar o fusca até o posto de gasolina mais próximo na avenida mais movimentada do bairro enquanto os ônibus e os carros buzinavam para gente.

Enquanto a gente empurrava olhei para ela e pensei... ah o amor!

8 comentários:

Neanderthal disse...

Isso lembra aquelas figurinhas do "Amar é...".
Nessse caso, ajudar o namorado a empurrar o carro que morreu até o posto mais próximo! =)

Bah disse...

Pelo menos vc sabia que ela era a mulher pra se casar, não? rsss

Kisu!

Luana disse...

Ju, depois dessa espero que ele tenha te dado um anel de brilhantes.. hahaha

Fulana disse...

meu fusca vivia fazendo dessas comigo! muita gente teve chance de provar seu amor e amizade por mim! kkkk

Aline Teles disse...

Espero que você tenha retribuído em altura, rsrsrsrs... Beijinhos.

Ju disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Michele Pupo disse...

Eu sentiria vergonha de ajudar empurrar... sim, confesso! Sou destas.

rsrs

Beijos

Natália disse...

HOAHAOIHAOIAHOIE

A Ju é pra casar mesmo, Cris! Você fez a escolha certa!

#)

O amor é isso aí!