segunda-feira, 15 de abril de 2013

Michel camisa 9 trombador

Michel era um centro avante daqueles que os cronistas falavam: camisa 9 trombador puro. Quando ele estava na área os outros jogadores já sabiam se tocasse a bola para ele, ele no mínimo ia causar um lance de gol.
 
Do Brasil ele foi para a Itália, não era um time de ponta na Itália, mas o que importa? Ele ia ganhar em Euro, ia disputar um campeonato que o mundo via na TV e porque não achar que era a porta de entrada para um grande time europeu.
 
Ele nao sabia falar italiano, durante os treinos ele simplesmente escutava algumas palavras dos companheiros "tocca la palla", "calci per l'obiettivo" e por ai vai.
 
Na verdade nos treinos ele vinha mal, muito mal. Ele falava para o interprete que repassava para o técnico e repórteres que era por causa do frio, da comida e estava muito difícil a adaptação e por conta disso ele não era quase nunca relacionado para ir aos jogos, via as derrotas do time de casa. Que para um atleta com vários sonhos era o fim.
 
Mas o imponderável do futebol entrou em campo e fez com que o reserva se contundisse fazendo com ele fosse relacionado para um jogo fora de casa. E lá ele foi todo feliz e como já acontecia nos treinos não entendeu nada da preleção e foi para o banco de reserva.
 
Aos 30 minutos quando o time empatava em um jogo duro por 2 a 2 o técnico o chama. E enquanto ele falava apontando a área adversária "tocca la palla" Michel só olhava para o gol.
 
Entra no jogo e no terceiro lance que participou saiu com a bola dominada e chutou forte. A bola foi no angulo sem chances para o goleiro: Golaço!!!!
 
Ele quis sair e abraçar todo mundo, correu para a lateral e ninguém correu com ele, foi para o banco e ninguém quis nem dar um joinha para ele. Passou um tempo e o juiz termina o jogo e já no vestiário alguns jogadores do mesmo time queriam bater nele. Ganhou algumas piabas sem intender nada.
 
Os repórteres que viram tudo isso ficaram curiosos para saber o que aconteceu e descobriram: O jogo estava vendido para ser empate. E depois desse gol descobriram todo um esquema milionário de arranjo de jogos do campeonato italiano.
 
O Michel? Voltou para o Brasil, jogou em alguns times medianos por mais uns anos e hoje faz casas para vender no interior de São Paulo. E volta e meia aparece na TV para comentar o que aconteceu com ele lá na Italia...
 
Ps.: Post baseado em um caso real
Ps 2: Desculpem meu italiano (Viu Gisa?... hehehe)

6 comentários:

Bah disse...

"Faz casas pra vender" = pedreiro?

Kisu!

Ju disse...

Que azarado, tadinho!

Mayra Borges disse...

Tadinho, no começo pensei que ele tinha feito um gol contra, mas foi ainda pior. Tadinho dele, ou não né? rs

Gostei do teu blog, fico a seguir a partir de então.

Beijos.
www.semprovas.blogspot.com
www.eraoutravezamor.blogspot.com

Bruna disse...

É a vida, mais vale um real na mão que dólares voando.

Bruna disse...

quer dizer, euro.

hahahahhaha

Neanderthal disse...

Cara, eu ví uma reportagem sobre isso em algum programa de esportes umas semanas atrás!
E a gente achando que corrupção era coisas só nossa né! E ninguém me tira que a copa que perdemos para a França foi nesse mesmo esquemão!
Beijos