quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Proctus

O medico o mandou ir ao proctologista e lá vai ele com a guia na mão e o fio-o-fó doendo.

Tudo isso começou ha uns dias atrás, onde, primeiro veio uma dor enquanto ele estava no troninho depois ele percebeu que sentar no ônibus era uma tarefa cada vez mais difícil e sem perceber ele já estava de ladinho.

No consultório ele percebe, que só tem homem e a secretaria. Ninguém se olhava na cara, a secretaria ficava mexendo no facebook e na TV passava Ana Maria Braga e o seu louro José.

Sem nada para fazer ele passou a reparar nos pacientes que saiam, sempre meio fugidos, com pressa, nem despedir da secretaria despediam.

Até que o seu nome é chamado e lá vai ele. Chegando lá estava o medico, um senhor de cabeça branca e percebendo o seu nervosismo manda ele sentar.

E ele senta de lado, mas senta.

O Doutor olha para ele e faz aquelas perguntas básicas:

- Nome?

- João

- Idade

- 26 anos

- O que você tem rapaz?

- Doutor, esta saindo sangue quando vou ao banheiro e esta doendo.

- Sangue?

- Sim.

- Vamos lá ver o que esta acontecendo...

E lá vai o João coitado acompanhando o doutor, nervoso sem saber o que fazer.

E o medico fala em tom solene.

- Faz o seguinte, abaixa a calça e a cueca.

E enquanto o coitado arriava a roupa o doutor começa...

- João você faz o que?

- Sou engenheiro

- Nó, essa profissão voltou a ficar na moda. (fala o doutor parecendo o Max Gueliger do Fantastico)

- Sobe na maca e coloca o joelho e os cotovelos na maca. (continua o doutor)

- Aonde você trabalha? (Misturando consulta com entrevista)

Antes de responder essa pergunta o João fica na posição que o doutor falou, mas o doutor conserta:

- João é o cotovelo e não a mão.

João pede desculpas porque nunca tinha ficado naquela posição até então.

- Mas então? Aonde você trabalha?

- Na empresa XYZ Engenharia...

Escuta um barulho de luva. Mas ele não quer virar para ver.

- Hum... Fala o medico.

João lá sem saber o que aquele “hum” tinha significado. Continua em silencio.

E o Doutro vai e solta.

- Mas aqui a onde fica essa empresa? Como é o nome, mesmo?

- XYZ Engenharia...

Mas quando o João ia falar o bairro da empresa, o medico começa a fazer o exame...

Ai o coitado vai e solta:

- Santo Antonioooooooo

O exame termina e ele escuta o medico jogando fora a luva:

- Bom lugar para trabalhar... Pode se vestir.

E escrevendo a receita de cabeça baixa o medico fala:

- Você tem hemorroida, passa essa pomada duas vezes por dia.

E sai o João de cabeça baixa, correndo e sem despedir da secretaria. 

9 comentários:

Roderick Verden disse...

Muito incômodo, não?rs

Tenho 56 anos e nunca fiz o tal exame... Não gosto nem de pensar.rs

Espero que a sorte me ajude.rs

Iza disse...

Não sei porque os homens têm tanto preconceito com esse negócio de fazer exame. Por aqui parentes também não querem fazer. Médico é médico. Para mim e quando o médico me examina nem vejo ele como homem.

E esse médico soube bem como conduzir a situação e aliviar a tensão do João.

Abraço!

รяª Nathalia disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Marcadores: Ficção.

É ficção mesmo?

HAHAHH

Natália T. disse...

Olha, gritar "santo antônio" quando o médico enfia o dedo no fiofó é uma escolha de santo bem peculiar, sabe? Pq santo antônio é o santo casamenteiro! Então.. quer dizer.. inconscientemente, o cara curtiu o dedinho ali e estava pedindo pra santo antônio lhe arranjar um casamento com o médico..


HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAAHAAHHAAHHAHAHHAAHAHAHAHAHHAHAHAHA

zoando.. eu tbm chamo ''santo antônio'' sempre. é o único santo q eu 'chamo'. Acho q é pq ele é meu parente distante (a gente tem um sobrenome incomum em comum)..

Isa E. disse...

Oi, Cristiano!
Olha, a situação não deve ter sido muito engraçada para o João, mas no post...foi impossível não rir.
Adorei a crônica! Parabéns!

PS: Gostei muito da sua visita lá no meu blogue, viu? Obrigada!

Bah disse...

É vc nessa consulta? rsss

KIsu!

Neanderthal disse...

Oi Júlio César. Eu já tive um problema parecido... Eu acho que todo mundo que já precisou de um proctologista tem uma história parecida para contar...
Meu pai disse que na primeira vez que foi a um saiu de lá com vontade de cobrir o médico na porrada. HUASHUAHSUASHUAS
bEIJOS

Neanderthal disse...

Oi Cristiano, eu te chamei de Júlio César e vc nem reclamou! HUASHUASHUAS

Jessica disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Coitado