quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Ensaio Sobre a Cegueira

“Se pode olhar, veja. Se pode ver, repara"

Ler Saramago nunca é fácil para mim, o Evangelho Segundo Jesus Cristo é um dos poucos livros que eu não consigo terminar de ler, acho que o português de Portugal dificulta as coisas para mim. Já a Viagem do Elefante eu li há um tempo e achei bom, mas esse livro eu estou lendo e achando DuCarai!.

Imagina a bestialidade (eu usando esta palavra em um post!) chegando aos poucos na sua vida, aos poucos sua vida vai se tornando mais animal e você vai deixando de ficar “humano”. Isso tudo acontece porque você e todos ficaram cegos.

Estou lendo esse livro e refletindo em sua mensagem: Como o ser humano para deixar de ser “humano” é fácil quando a gente deixa de ver. Bastou ficar cego que a sociedade que a gente conhece não existe mais ou ela passa a ser o que ela realmente é.

O livro é bem mais sujo que o filme e um blog bom para ser lido é do Fernando Meirelles que escreveu dos bastidores do filme.

6 comentários:

Rovênia disse...

Amo Saramago. Ele é genial! :)

Fulana disse...

amei o livro e o filme!

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

ainda não li mas assisti o filme ... enfim ... denso mas permeado de lirismo tb ... mesmo q porco ...

Hellz. disse...

Filmes sempre decepcionam um pouco quando são baseados em livros, embora tenha vontade de experimentar os dois sobre essa obra :)

Bah disse...

Cara, nunca li Saramago e vou te dizer que não tenho vontade NENHUMA.

Kisu!

Inaie disse...

Eu nunca li Saramago. Tive o elefante na estante por um tempo, e depois o dei de presente.