terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Organização de uma Laje

Participei de poucas batidas de laje na minha vida, engraçado que hoje em dia eu acho que as pessoas alugam um caminhão betoneira que faz a maioria do serviço bruto. Mas quando meu pai era chamado para bater uma laje eu ia com ele e  quando criança enquanto os adultos batiam a tal laje eu ia brincar com as outras crianças, quando adulto eu participava.

O interessante que sempre reparei que existe um padrão de organização (ou seria tradição)? Que são três grupos de frente de trabalho: Os que viram, os que levam e os que alinham.

Os que viram: São os responsáveis por fazer e encher as latas para os que levam. (Já fui uma vez)

Os que levam: São os que sobem a escada com lata na cabeça, ou puxam a manilha com a lata. (Já fui uma vez)

Os que alinham: São os que depois de despejar eles vão e nivelam o concreto.

O pedreiro que em sua maioria é o líder do grupo, sempre fica no grupo que alinham e sempre dita o ritmo da galera.

E enquanto os homens ficam batendo laje as mulheres fazem o almoço, porque laje de noite eu nunca ouvi falar.

Como no final vai ter um monte de homem com fome de PEDREIRO sempre é rango tipo: Feijão Tropeiro, Vaca Atolada e afins...

E no final depois de ralar que nem um condenado e com o corpo dolorido, você bebe, bebe e bebe e come, come e come.

Ai você dorme... E quando acorda o corpo ta todo dolorido...

6 comentários:

Tanara Adriano disse...

de fato deveria estar, depois de toda esta trabalheira! (:

Dama de Cinzas disse...

Interessante, porque eu se eu morresse hoje, não saberia como é a organização de "bater laje"... rs

Obrigada pela sua visita!

Beijocas

Bah disse...

Nossa, complicado trabalhar depois de comer isso tudo ai, é como se fosse feijuca!

Kisu!

Janice Adja disse...

A sorte é o cansaço que ajuda a dormir.
Beijos!!

Fulana disse...

acho o maximo essa solidariedade de todo mundo ajudar com a laje!

Bruna disse...

Foi bem assim na laje da cada dos meus país, acho que hoje alugam caminhão betoneira porque não rola mais aquela solidariedade/mutirão de antes. Os tempos são outros.