sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Sexta-feira modorrenta essa


Sexta-feira modorrenta essa... Tudo parece passar mais devagar. O tempo simplesmente não passa... Calor FDP, saudade de uma época que eu tomava cerveja no meio da semana em pleno o horário comercial feliz da vida. O que me lembra dum “causo”:


Há um tempo o pessoal aqui fez greve. Eles ficaram um mês anunciando que iriam fazer greve, que iriam fazer piquete na porta da empresa, carro de som o caralho a quatro.

Como sou um mero terceirizado nenhuma das reivindicações deles iam me afetar e para mim ia ser um dia comum, mas sai de casa com aquele clima, se alguém falar que não é para entrar vou embora sem relutar. Ligo para o chefe e falo:

- Eles não estão deixando a gente entrar, vou voltar.

Simples assim, ganharia um dia tranquilo em casa gastando com o que eu quiser.

Quando eu chego ao quarteirão à rua estava cheia de gente uniformizada, eu já pensando me dei bem, mas quando eu chego mais perto eles estavam tomando cerveja em pleno dia de semana horário comercial (para falar a verdade eram 07 h: 30min da manhã). Os bares da redondeza estavam todos lotados!

Esse foi o piquete deles e o pior ninguém me proibiu de entrar, então enquanto eu estava trabalhando ouvia carro de som tocando musica e a galera se divertindo lá fora. E assim foi durante todo o dia!

E no final eles conseguiram!

11 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Essa é de deixar revoltado mesmo... rs


Beijocas

dlages disse...

É para isso que existem os terceirizados...

Michele disse...

kkkkkk

Que azar o seu, hem?
Sabia que eu adoro os happy hours durante horário comercial? :) Minha vida de professora (com horários flexíveis)permite! haha

Beijão

andreia inoue disse...

hahaha...
imagino a sua cara todo feliz,pensando: vou ficar em casa de perna para o ar...e a galera nem para ficar na porta da empresa,ne?sacanagem.
:D
o pior eh que na maioria dos casos eh assim mesmo.
Valeu pela historia,um abracao.

Bah disse...

Os meus dias durante a semana estão sendo tão corridos que nem tenho tempo de pensar em parar um pouco e admirar a paisagem rs

Kisu!

Neanderthal disse...

Oi cristiano. Então, o mero ato de cruzar os braços já constitui uma greve. Mesmo que não tenham piquetes e palavras de ordem, eles foram bem sucedidos nas reivindicações.
Pensando bem, pra quê se desgastar, ficar com carro de som na porta mobilizando as pessoas se causam o mesmo prejuízo à empresa sentados se divertindo? Não vejo nada de errado.

Neanderthal disse...

Esqueci de perguntar, mas sou curiosa a respeito do título do seu blog. Esse "de mais" é proposital ou um erro de portugues?

Inaie disse...

ai que inveja dos piqueteiros

Natália disse...

Felicidade de pobre dura pouco... É foda.. haoihaoiue

Tbm sempre me f* qndo tem algo 'bão' rolando, nunca posso estar 'dentro'..

Neli Rodrigues disse...

Sou do interior e nas nossas greves a gente fazia assembleia em SP-Capital, então dia de assembléia era dia de viajar, ouvir as reivindicações e as propostas, mas depois a gente sempre aproveitava o fato de estar em SP e fazia umas comprinhas...nada é perfeito.
Bjs♥

Gisa disse...

que azarado, cara, que azarado! rsrsrs