segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Um final de semana comum

Sábado fui fazer compras, precisava comprar algumas coisas pra casa e o presente de minha avó, no caminho que estava mais vazio que o normal não vejo nenhuma manifestação política só próximo ao supermercado tinha um camelo dando adesivos do PSDB para algumas pessoas gritando: “Fora petralhas! Vamos tirar aquele povo!” Parecia mais o meu mural do facebook que uma manifestação ideológica.

No supermercado vejo uma família com adesivo do PT e várias com adesivos do PSDB, compro os itens da minha lista. Passo pela caixa e toda sorridente diz que o senhor que estava na minha frente escutou que ela queria comer Maria mole e foi lá e comprou e a presenteou. “Gentileza não tem partido” penso ao ver ela comendo Maria mole enquanto eu empacotava a minha compra.

Na dúvida de não saber o que dá para minha avó compro um conjunto de sabonetes para ela, durante a festa vejo que todo mundo teve a mesma ideia que eu. Vou para o ponto de ônibus e vejo mais bandeiras do PT que do PSDB nos carros.

Chego em casa escuto mais uma vitória do Galo, vou para o aniversário da minha avó, lá vejo que política é um assunto tenso entre PSDBISTAS e PTistas sendo melhor falar de futebol...

Volto para casa e acordo com uma manhã chuvosa, vou votar e a Julia queria ir com um adesivo, como não ia poder ficar perto dela o tempo todo, aconselho que era melhor ir sem. Ela então veste uma camisa vermelha e usa um par de brincos com estrelas.

A sessão estava vazia, a votação foi rápida. Almoçamos com minha avó o resto do aniversário dela e logo depois fomos para casa, dormi o resto da tarde e acordei já ansioso pelo o resultado.

Acompanhamos a apuração pela record e vimos a ancora soltando um sorrisinho (seria de apoio ou de nervoso?) falando da vitória da Dilma. Ficamos tristes e decepcionados de ver pessoas que se diziam cultas repassando frases xenofóbicas, ignorantes e o seu puro ódio no facebook.

Fechamos o facebook e terminamos o final de semana comendo umas empadinhas e coxinhas, sem pretensões politicas só comendo o lanche que sobrou lá da casa de vó. Segunda-feira era dia de acordar cedo.


Ps.: Em BH em cada 10 votos 7 foram pró Aécio.

11 comentários:

Ju disse...

Tô tão decepcionada e frustrada com as pessoas que nem sei o que dizer. O problema não é o partido que a pessoa escolhe, o problema são os preconceitos que ela usa como argumento para justificar seu voto.

Bell disse...

oi

Eleições são sempre uma surpresa, estou vendo hj tanta gente revoltada. Mas fazer o que, vamos engolir seco mas essa e seguir a vida. Torcer para que coisas boas e novas aconteçam e que a justiça seja feita!!!

Bah disse...

Poxa, mas esse povo não tem criatividade pra presente? Acha que todo velho gosta de sabonete? rss

K!

Bah disse...

Poxa, mas esse povo não tem criatividade pra presente? Acha que todo velho gosta de sabonete? rss

K!

Daniela ♥ disse...

Adorei o seu blog e já estou a seguir :D
beijinhos,
Daniela

http://ddocesonhadora.blogspot.pt/

Madi Muller disse...

As vezes uma coxinha e uma empadinha é o q nos resta,hehe...

Latinha disse...

Oopa! Coxinha, empadinha, risóles... tamos aí...

Infelizmente, ou felizmente, essa eleição revelou o preconceito e faces desconhecidas de muitas pessoas! Não acredito que tinhamos candidatos tão bons que mereçam tamanha demonstração de preconceito e desrespeito por parte das pessoas.

Enfim, fiquei com uma frase que eu li um dia desses pela rua...

O Choro é livre mas o Preconceito é sempre uma escolha!

Abração e bom final de semana.

Marcos Campos disse...

É, o pior de tudo foi essa demosntração de ódio/preconceito. Como disse no FB, com toda essa demosntração de ódio/preconceito, dá pra entender porque certos deputados tiveram recorde de votos !
Conhecendo por aqui ...

Cyntia Campos disse...

Nessa época de eleição pude perceber o quanto tem gente pobre de espírito no (mundo) Facebook.

Eu achei que no domingo iria acontecer uma guerra civil no horário de votação, mas achei legal a calmaria e o respeito com os adesivos alheios. Mas foi só o resultado sair para a baixaria começar. Fiquei tão triste com algumas pessoas conhecidas. O pior de tudo foi ver preconceito vindo dos próprios nordestinos. Enfim.

Tati Ferrari disse...

Eleições me decepcionam a cada dia mais
Inclusive as manifestações pedindo intervenção militar
Meu candidato não ganhou quero a ditadura de volta breebrebebrbebe
Humanos, pior raça

http://novembroinconstante.blogspot.com.br

Antonio de Castro disse...

fui de adesivo da bandeira LGBT e tudo. ouvi comentários no meio da Tijuca, que é um bairro tradicional aqui no Rio. fiquei um pouco constrangido com os olhares que me lançavam no metrô.

foi uma eleição diferente de todas. a gente é imaturo quando o assunto é política, talvez porque essa seja a primeira vez q há toda essa comoção popular em torno do voto. acho que os inconvenientes e preconceitos e desrespeitos que surgiram são consequencias dessa imaturidade. um dia a gente cresce.