quarta-feira, 4 de maio de 2016

Na volta para casa

Estava voltando para casa quando uma menininha me parou com a cara cheia de coxinha de frango e começou a mexer comigo...

A família meio que saiu correndo para evitar que ela mexa, pois poderia está me incomodando.

- Oi quantos anos você tem?

Me mostra os 7 anos nos dedos.

- Aonde você mora?

Me aponta um lugar próximo.

- Então somos vizinhos! Eu moro ali! (aponto com o dedo fazendo igual a ela). Um beijo para você!

E estico a mão para fazer carinho nela e ela me oferece a bochecha para fazer um carinho.

Olho para o pai e ele próximo me fala:

- Obrigado!

O motivo provável que ele me agradeceu era que ela tinha síndrome de down.

Falei:

- Fiquem com Deus.

E continuei meu caminho pensando que um pai não precisava agradecer por algo tão simplório como carinho/empatia/simpatia.

4 comentários:

Bell disse...

O que falta no mundo é carinho, amor e atenção.

Um ótimo ia pra vc =)

Fulana disse...

Sempre fui apaixonada pela "estética" das crianças down, me despertam uma sensação que nem essa sua postagem me deu. Uma vontade de acarinhar!

Sara com Cafe disse...

se todo mundo agisse dessa forma... as pessoas não precisaram agradecer por algo tão simples. dói.

abraço profundo

Ju disse...

Por mais pessoas como você... :)