quarta-feira, 23 de julho de 2014

Teledesabafo

- Boa Tarde, gostaria de falar com a senhora Ermerinda?

- É ela.

- Tudo bem?

- Moça não está nada bem, minha filha de 16 anos trouxe o namorado para morar aqui em casa, meu marido ficou puto com isso tudo e falou que ele não aceitava isso, ai ela disse que se ele não aceitasse ela criaria o nosso neto na rua! Ela estava gravida! Você entendeu? Ela estava gravida! Ai ele surtou e está fora de casa desde quarta-feira e a gente está na sexta-feira, não é? Ai para piorar o moço do aluguel veio aqui e falou que deveríamos pagar o aluguel quarta-feira ai eu expliquei a situação e ele disse que não tem nada a ver com esse problema e que ele precisa do dinheiro do aluguel. Pera ai que meu celular está tocando... Sim, você está aonde? Você foi para casa do seu irmão no interior? Eu preciso de você aqui!!! O seu Manoel está cobrando o aluguel, acerta com ele antes de passar aqui! Oi moça, você me desculpa o que gostaria de falar?

- É da Abril, a senhora gostaria de assinar uma revista?

Quantas pessoas que você pode/quer falar quando não esta nada bem?

8 comentários:

Juliana disse...

Que tristeza =/

Gi Santos disse...

Nossa minha ente, já imaginou?
Pelo menos é uma pessoa que ela não conhece e se contar para outro não faz diferença. rs! Gente que horror! rs..
Ri aqui.

GURIA CHIQUE / Fanpage / Instagram

Gi Santos disse...

Nossa minha ente, já imaginou?
Pelo menos é uma pessoa que ela não conhece e se contar para outro não faz diferença. rs! Gente que horror! rs..
Ri aqui.

GURIA CHIQUE / Fanpage / Instagram

Madi Muller disse...

Isso acontece muito mais do q se imagina...

Bell disse...

As pessoas precisam de atenção e de alguém para desabafar, qdo pensam que encontraram elas vomitam suas dores, e sofrimentos.
Cada dia mais as pessoas são egocêntricas e vivem em seus mundinhos.

Patricia Romanato disse...

Dureza, nunca ninguém desabafou comigo ao telefone, mas na fila do banco...
Fazer o que?

Alexandre Lucio Fernandes disse...

Às vezes o balão está tão cheio que explode. E o desabafo sai naturalmente. É complicado mesmo.

Acontece muito.

Abraço!

Sandra disse...

Já desabafaram comigo em fila de banco e no busão, rs.. é mais fácil contar as dores para alguém que você não conhece, rs...