terça-feira, 5 de março de 2013

Concurso(1)


Rendi-me ao mundo maravilhoso de ser um funcionário publico: um mundo rodeado de estabilidade financeira, jornada reduzida e com qualidade de vida. Meu primeiro concurso foi para o BNDES, vaga carioca (Solzão, praia da barra).

Acordei cedinho, peguei uma revista (para distrair antes, entre e depois da provas), lapiseira, borracha, caneta preta e fui para lá.

Chegando lá, achei cheio demais, gente de diferentes sotaques, mas todos mais novos que eu. Achei estranho isso e para falar a verdade eu não liguei – idade é um critério de desempate e eu to na vantagem.

Uma vez li em um livro do William Douglas (O William Wallace dos concursos públicos) e ele dava dicas de alongamentos, comida durante a prova e eu sempre pensava “que frescura”. Caramba quando a primeira prova tava no final a fome batia a porta e a dor no pescoço já tava crescendo tanto que já tinha chegado ao ombro.

Eu passei ? Provavelmente não, mas serviu para ver algumas falhas no meu conhecimento. E vamos que vamos...

Ps.: Essa vai para a galeria das coisas que nunca eu entendi depois de uma prova:
Conferir gabarito com o “colega”. Só faz os dois ficarem na duvida quando a resposta não bate. E com cara de “ah tá” quando a resposta bate.

9 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Vale a pena insistir. Eu corri atrás e hoje tenho um emprego público e acho que foi a melhor coisa que fiz profissionalmente no ponto que estava. Pode não ser a melhor saída para muita gente, pode não ser o sonho de tantas outras. Mas que ainda é bom ter estabilidade num país como o Brasil, lá isso é.

Beijocas

Michele Pupo disse...

Cristiano

Dizem que o ponto certo é não desistir. Também estou nesta!

Beijos

Helena disse...

Ai, eu tbm já entrei nessa vida de concursos, mas não fui forte o suficiente para isso.

Espero que vc tenha mais força de vontade do que eu ;)

Beijos e boa sorte!

Neanderthal disse...

Oi cris, já deu o primeiro passo né! Continue tentando e estudando!
Onde fez a prova?
Beijos

Neanderthal disse...

Onde vc fez a prova? em que bairro do rj?

Bah disse...

Já tentei tantas provas de concurso que cheguei a conclusão de que essas provas são tudo fachada pra arrecadar dinheiro. Vc pode até gabaritar, mas tem o processo mais fácil que é tentar comprar a sua prova... o Brasil tá cheio de falcatrua que a única instituição que eu acredito que dê para passar é a Petrobras pq conheço gente que passou, de resto... essas pequenas de cidadezinhas do interior, acho tudo fachada.

Mas, de qq forma, boa sorte.

Kisu!

Turismóloga disse...

Estou pensando em prestar algo para esse ano. Há um tempo, prestei para trabalhar na SPTURIS. Não passei, porém fiquei por duas posições.

Fiquei tão chateada que não tentei mais nada.

Porém, ultimamente, estou pensando seriamente nisso. Até já havia conversado sobre isso com a Dama.

Sorte a nós! !

Fulana disse...

hahahaha conferir com o colega tem um objetivo psicologico, aterrorizar o outro, deixando-o achar que você fez mais!

Silvinha disse...

Bem vindo a meu mundo e só pra deixar beeeem claro: a estabilidade financeira não é inerente a todos os órgãos e cargos, ta?!?! Ahhh ta!
;)