sábado, 26 de janeiro de 2008

Em um show

Não era um sábado qualquer, na verdade era, mas pra ele não era... não era qualquer dia que a banda que ele via na TV ia fazer um show naquela cidade que quase não via show daquele tamanho!

Comprou o ingresso com o dinheiro que ele tinha juntado... e lá foi... chegou cedin, com a camisa da banda a quase um mês atrás, nem acreditou quando pegou o ingresso na mão. Mas o ingresso estava lá. Guardou o ingresso como um troféu na carteira. E foi... escutando a banda lá no seu mp3 no maior volume para seu trabalho. Era office boy, "menino bom" a mãe dizia e todos concordavam.

Naquele sábado ele acordou cedo, conferiu se a sua camisa preferida estava limpa (só tinha uma pirata com um pano grosso e silk mal feito do ultimo CD da banda)

Ligou para os amigos para marcarem um lugar para encontrar, o lugar escolhido era na porta do show!!! Claro!!
Tem lugar melhor para sentir o clima de um show daquele. E a hora? 2 horas antes do show começar.
Saiu para encontrar os amigos com o ingresso na mao e o dinheiro total, passagem + 10 reais para "intera" de bebida + 3 reais para a agua no final do show.

Todos já estavam lá (pontualidade nunca foi seu forte, chegava sempre por ultimo todo mundo estava acostumado com isso já), eles já tinham comprado o vinho era um garrafa de vinho vagabundo! Sangue de Boer! todos riam enquanto bebiam ele quente, as meninas sempre chegavam, o vinho servia como uma moeda de troca... eles entravam com o vinho e as mulheres (soh ofereciam para as mulheres... o que deixava as mulheres da turma meio enciumadas... mas eles não ligavam) entravam com o resto. Que resto? rsrs

Mas ele não bebeu muito queria lembrar de tudo! de tudo mesmo... não ia ser igual ao ultimo show que foi... da banda do cabeça... mas não lembrar do show da banda do cabeça não ia fazer falta nenhuma, pois todo mês tinha uns 3 lá na birosca perto da casa do cabeça. Era o bar do baterista. Os portões se abrem e todos vão para a fila...o galão de vinho já estava seco. E como nos outros shows anteriores ainda não tinham pegado ninguém... mas eles não ligavam queriam era ter historias para falar do show.

Estava chegando a vez deles entrarem no show... e antes de entrar, claro a revista! desta vez não houve a brincadeira de um... "Tira a mão da minha bunda!". Porque era policial de verdade, apesar de não terem nada de ilícito em nenhum lugar eles ficaram nervosos, nunca gostavam de policiais.

Após a revista detalhada que tiveram de levantar a blusa, a barra da calca e serem palpados viram o palco GIGANTE o sorriso foi inevitável, estava passando um som mecânico de uma banda que eles gostavam, todos cantavam, alguns iam para o bar.... eles não. Gastaram todo o dinheiro com a intera do vinho. :(
Era esperar... e esperaram... até sentaram.

Todas as luzes se apagaram, viram la longe a galera pegando os instrumentos... nada de mais se não fosse a BANDA!!! Eles não se apresentaram, nem precisava... todos ali já os conheciam. Nos primeiros acordes acompanhando de um grito! e o coração dele batia forte... nunca tinha escutado em um show com um som tão alto, ou seria que dessa vez ele estava do lado da caixa? Não importa o que importava que ele estava lá.

Todos começaram a cantar, todos começaram a pular e ele sem querer foi parar la na frente do palco se perdeu dos outros percebeu mas não importou, lá dava pra ver o suor do cantor, dava pra ver detalhes do batera. Viu que eles pareciam estar meio chapados... mas não ligou e a musica estava meio diferente que ele tinha visto na tv... mas não se importou... ninguém se importou... todo mundo dançou, todo mundo pulou, todo mundo gritou junto.

Percebeu quando o guitarrista olhou para o segurança e apontou para umas mulheres que estavam na frente dele e alias tinha uma que ele estava encoxando!!!

Show terminou, teve "3 bis"! Sendo que tocaram uma musica que eles "nunca tocam" isto foi um prémio que eles deram, pois o vocalista disse que aquele tinha sido o melhor show de toda a vida da banda e os outros concordaram balançando a cabeça! Todos foram a loucura e ele mais ainda por ter ido no melhor show deles!!!

Acabada a musica todos jogam palhetas (ninguém que ele conhece pegou alguma coisa) se abraçam segurando toalhas e as garrafas d'agua e saem olhando para o segurança apontando as meninas. Ele fica parado sozinho no meio de uma multidão escutando o zumbir no ouvido mas ainda em estado de euforia, com aquele sorriso bobo no rosto ainda olhando para o palco.

As pessoas vão saindo, os amigos se reencontrando, os amigos dele se encontraram perto das mulheres "apontadas" pela banda e chegaram na mesma hora que o segurança falou:

"O guitarrista esta querendo conhecer vocês"
"Nós?" Eles disseram empolgados!
"Hã, Claro que Não... são elas" (apontando para as mulheres com voz grave e firme)
(Decepção geral)

As meninas empolgaram-se e começaram a dar gritos de alegrias... e eles foram mas ele disse para os outros... "caramba encoxei a loura o show inteiro", ninguém acreditou!

Era 2:00 da manhã, roucos, suados e esperando o ónibus (só passaria as 3:00) bebendo a agua gelada da grana que reservaram todos riam e contavam cada detalhe do show. Domingo eles iam ter historias para contar para os outros! E ele lá calado escutando o zumbido no ouvido ainda com o sorriso bobo no rosto e a parte do ingresso dele na mão.

:-)

4 comentários:

artness disse...

legal seu conto, isnt it ironic? ;P

bjo!

Polyana Amorim disse...

ah, lembrei de quando fui ao show da Nação Zumbi que teve aqui...tava ansiosa, empolgada...depois de três shows adiados por problemas de vôo, cachê e essas coisas...eles, finalmente, vieram. até agora, foi o melhor show da minha vida, sendo que aqui não rolam mega shows frequentemente.
antes da Nação, o último foi do Caetano, mas eu num fui.
:S

Arne Balbinotti disse...

Muito bom os textos que li... para falar a verdade li todos... hehehe... quando a leitura é agradável, as letras passam e a gente nem se da conta.
Abraços.

Lord disse...

Nada como assistir a um show intenso. é sempre uma experiência inesquecível.